moradores-SP

Para quem busca um bairro melhor

Quando discutimos e debatemos sobre sustentabilidade, preservação dos ecossistemas, meio ambiente e demais itens atrelados a este mesmo assunto, surge um questionamento: Como resolver problemas ecológicos de uma grande metrópole sem requerer a pesados investimentos e depender de ações provindas dos nossos governos? E então nos deparamos com essa notícia, onde moradores das vilas Jataí, Beatriz e Ida, localizados na zona oeste de São Paulo, se unem para criar o “Bairro dos Sonhos”.

 

Para quem ainda não conhece esses bairros, eles são formados por casas e prédios de altura baix e marcado pela presença de diversas praças. O pouco de comércio que vemos é local, algumas vezes o proprietário é um morador do bairro.

 

O mais estimulante é a forma que o projeto nasceu: na confraternização anual de festa junina do bairro. Não foi necessário montar um conselho, impor reuniões semanais ou quinzenais, onde com o decorrer do tempo as pessoas perdem o interesse ou a correria diária enfraquece a causa.

 

Em um momento de descontração o projeto nasceu, sem ao menos ter um nome próprio ou diretrizes. O que eles tinham era uma vontade unanime de morar em um bairro melhor. Pronto, precisa mais que isso? Cada um arregaçou as mangas e foi procurar o que podia ser feito. Descobriram uma imensidão de nascentes que uma vez cuidadas e preservadas ajudariam na drenagem urbana e consequentemente nos problemas das enchentes. Promoveram um trabalho de manutenção das praças, aumento da arborização e permeabilidade dos espaços. O próximo passo é estudar a implantação de composteiras nas praças e assim por diante.

 

O ecobairro não deve se basear em um projeto e sim em um processo sem término, algo permanente, onde constantemente devemos pensar no que pode ser melhorado e o que podemos fazer para isso acontecer. Pode começar pequeno, adotando uma praça, preservando o que já existe ou até mesmo reunindo os moradores para criar vínculos. Nem que seja começando por aquilo que não queremos para o lugar onde moramos ou até mesmo para a nossa cidade, o importante é começar e nunca mais parar.

 

FONTE: UOL NOTICIAS

 

FOTO:  http://www.50emais.com.br)

Sem comentários

Postar um comentário